Transtorno de Panico Curitiba (41) 3039-1890 (41) 9643-7333 saude@lincolnandrade.com.br
O Panico Ou O Medo Qual Deve Ser O Foco Do Tratamento Da Pessoa Com Transtorno De Panico

O Pânico ou o medo? Qual deve ser o foco do tratamento da pessoa com transtorno de Pânico?

Apesar do transtorno de pânico ser conhecido pelas crises de mesmo nome, o controle das crises é apenas a primeira parte do tratamento, e a parte mais importante costuma vir depois, quando sai o pânico mas permanece o medo.

Dos 4 pilares que compõem o transtorno de pânico (crises de pânico, ansiedade antecipatória, agorafobia e hipervigilância do corpo), é o tratamento das 3 últimas que costuma ser subestimado. Costumo dizer aos meus pacientes que uma vez tratado o pânico, permanece a insegurança e o medo, o medo de novas crises, e é neste ponto que o tratamento costuma “emperrar”.

O problema com a permanência do medo é que o medo não pode ser tratado com medicamentos, exigindo treinamento em relaxamento mental e físico, e em enfrentamento para a extinção do medo. E mesmo a terapia cognitivo-comportamental pode não ser suficiente para o efetivo controle e extinção do medo. 

Infelizmente muitas pessoas que sofrem de pânico desconhecem os fatos acima descritos, e o tratamento fica somente na dependência de remédios. Outras pessoas não acreditam ou não estão dispostas a investir no treinamento para controle do medo, e permanecem exclusivamente no tratamento medicamentoso.

Em nosso programa CALMA, especializado de tratamento do transtorno de pânico, todo paciente que já deixou a fase de crises inicia imediatamente o treinamento para o controle do medo, e os resultados tem sido muito bons.

Em resumo, é preciso entender que, para realmente ter qualidade de vida, a pessoa com pânico não pode viver com medo, mas sim aprender a enfrentar e vencer esse inimigo invisível que habita dentro dela mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *